quinta-feira, 16 de março de 2017

Liberdade ou consciência vs. senso comum: em busca da sua verdade


Faz muito tempo desde a última postagem, Pois bem, e o que desejo transmitir??? Deve ter muita mensagem acumulada, devem estar pensando...

Estou "meio" que sem vontade/paciência (interprete como quiser... kkk) de costurar o texto detalhadamente, pularei de um assunto para outro de repente... Pense nisso como "curtinhas", as postagens que lemos por aí...
Pra mim já está sendo quase "um parto" publicar essa postagem, então por favor, fiquem tranquilos e apenas leia, depois comentem se quiserem, educadamente, por favor...


O foco principal dessa postagem parte da frase abaixo:

"Então conhecereis a verdade, e ela vos libertará..."

Uma personalidade muitíssimo "conhecida", ao menos pelo nome, falou isso há uns 2 mil anos atrás... Não interessa aqui se esta pessoa existiu ou não, muito menos se a mensagem é dela ou não, o que importa é que a mensagem está aí, e nela é que estou me baseando para todo o texto que segue abaixo:

De uma certa forma, cada um de nós temos a grande tendência em julgar que o nosso ponto de vista é o certo: que a nossa alimentação é certa e a do fulano é errada, que a nossa religião é certa e a do vizinho é errada, e por aí vai... Temos tendência em achar que a verdade absoluta é a nossa, pois construímos essa nossa verdade baseadas nas experiências que nós tivemos, acontece que as experiências do nosso vizinho podem ter sido muito diferentes, cujo resultado final, por consequência, pode ter sido completamente diferente, logo a verdade absoluta dele também é diferente... Então, ao mesmo tempo, de uma certa forma, todos estamos certos...Pensamentos do tipo "todo mundo sabe" não levam à lugar algum, não há nada de específico e individual nisso... 

Geralmente as pessoas "engordam" por problemas psicológicos, pela correria da rotina, pela praticidade do alimento rápido que enche a barriga e permite voltar à rotina normal rapidamente... Oras, pra reverter tem que mudar, né? Com paciência, sem exageros e radicalismos que não possam ser sustentados, o importante é conseguir mudar à longo prazo: se for necessário 2 dias "do lixo" por semana durante um mês para que possa se acostumar, ótimo, pois no próximo mês talvez precise só de 1 dia "do lixo", o foco é no desenvolvimento, na evolução, pense nisso...


Já falei, se quer massagear seu ego vai perguntar pra sua mãe se você é lindo(a)...  Dieta e treino servem como ferramentas para conseguir alcançar o objetivo, não fale mal da dieta e treino sem ao menos se esforçar muito para tentar seguir o planejamento...



Seja qual for a mudança corporal, antes de tudo, precisa ser mental! Cirurgia para redução de estômago??? É melhor uma cirurgia para mudança de cérebro, vai dar mais resultado...



...



Ah! Mas a suplementação de Creatina retém líquidos, deixa a pessoa inchada! Será mesmo??? O que retém líquidos mesmo, de verdade, leia bem, processe, assimile, e exponha qualquer ideia diferente (pois a verdade absoluta é a soma de diferentes verdades ) é achar que comida é sinônimo de carboidrato... Altos níveis de Insulina é que causam retenção de água, hipertensão consequentemente é uma causa da hiper-insulinemia, não Creatina, muito menos o SAL... Creatina retém água, mas com um detalhe nada maléfico: dentro da massa muscular (em fibras musculares treinadas a retenção é maior)... Não, não na sua testa, muito menos na sua orelha, nem no seu polegar, imagine no seu tornozelo ou nas bochechas...

Creatina melhora a ressíntese de ATP, traduzindo para algo maravilhoso: antioxidante! Como ela atua na regeneração do ATP, faz com que menos elétrons fiquem "à deriva", instáveis e "sem ter o que fazer"... Isto é ótimo, reaproveitamento energético, diminuição de acidose muscular, aumento de desempenho, recuperação muscular mais rápida e eficiente... Muito mais além disso, o próprio coração, músculo que não pára de trabalhar jamais, também é beneficiado com a suplementação de Creatina, inclusive lembro de ter lido estudos sobre isso há um bom tempo, realizados em idosos e comprovando benefícios...

...

Então, digamos assim, você tem muita liberdade de escolha: comer pouco carboidrato e mesmo assim ter hipertrofia, não comer pouco carboidrato e mesmo assim "emagrecer" (pois o balanço energético é o importante, lembrando que bom senso na escolha dos alimentos também faz diferença, adotar essa estratégia não significa viver à base de pão ou estimular Inslina, tem que ter algum critério pra não perder o foco)...
Mesmo quem busca hipertrofia muscular, se quiser, pode tentar uma dieta com pouco carboidrato, pois a oferta de energia pode ser feita com gorduras, o importante é o consumo energético adequado (calorias), havendo um bom superávit energético, haverá substrato para um desenvolvimento muscular adequado... Então estratégias que buscam depletar glicogênio muscular (através de um período pré-definido com pouco carboidrato) podem ser utilizadas no processo...

...

Comer a cada 3 horas??? Da onde veio isso????? Ora, diabético tem crise de hipoglicemia, qual a "correção"? Açúcar, para reverter, daí vem a hiperglicemia, então se comer a cada 3h vai evitar a queda, a hipoglicemia... Mas se a primeira refeição do dia já não causasse um pico na glicemia, precisaria comer à cada 3 horas??? Precisaria???/ Pense...

...

E os sucos detox "da vida", modinha irritante da Nutrição Funcional que se alastrou como uma praga (que na prática virou uma refeição bem mais ou menos em meio à uma dieta de alimentos-lixo, com calorias vazias)... Quer destoxificar? Tenha uma dieta que penda para isso, que tenha um caráter destoxificante, sem alimentos lixos (frango não-caipira é um deles) e abundante em micronutrientes, com comida de verdade... "E o gengibre e a couve, do suco, o que faço"? Por acaso surge uma fórmula mágica quando esses se unem??? Muito mais forte é o efeito se usar gengibre em maior quantidade (não é um pedacinho, como vai no suco, quantidade ínfima... Use 40-50g, pese e veja quanto dá) e misturar com outras plantas para preparar alguns litros de suco e tomar durante alguns dias da semana...

...

Claro que dinheiro não dá em árvores e a maioria das pessoas precisa controlar muito bem o orçamento... Mas cedo ou tarde a agitação por resultados faz muitos abrirem mão desse recurso precioso, dinheiro. Acontece que dinheiro só serve para duas coisas: gastar ou investir!
Quando você usa o dinheiro para comprar qualquer coisa que desvaloriza com o passar do tempo (celular, carro etc), você acha mesmo que está investindo seu dinheiro????? Não estou dizendo que são coisas inúteis, é só uma comparação entre gastar e investir...

Quando você só fica atrás de "dicas" de dieta (já falei aqui o que significa dieta, então por favor não distorça mais essa palavra) e suplementação na internet, imitando um conhecido ou alguém conhecido na área, está mesmo fazendo um investimento????? Claro que tem muita informação boa na rede, mas aí está, praticamente para quase tudo que você perguntar se "isso é bom pra aquilo", a resposta será sim. Nunca ouviu falar em "Urinoterapia" (tomar o próprio xixi)???? É necessário filtro para todas as informações sobre o que é bom, e nem tudo funciona para todo mundo...

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

A mesmice está alastrada como praga

O que mais me incomoda mesmo é notar como falta estudo de muitos (pra não dizer "da maioria" dos) profissionais médicos e nutricionistas... Jamais me esquecerei de uma "coisa" que ouvi de um médico, no Youtube, o espertalhão falou que cozinhar (carnes, ovos) desnaturava a proteína e com isso ela perdia sua função... kkkkkkkk. Bioquímica e Fisiologia básica para este infeliz...

Tristeza mesmo é ver quando vão prescrever suplementações... Entender que substâncias lipossolúveis não devem ser misturadas com substâncias hidrossolúveis. Aí "o cara" vai lá e prescreve Coenzima Q10 (lipossolúvel) junto com vitaminas do complexo B (hidrossolúveis), um exemplo... 

Vai, pelo menos, estudar o que prescreve, né? E olha que tem nutricionista famosíssimo no país fazendo isso (pra não dizer que é o mais famoso)... 

Ah, eu só critico negativamente, você deve estar pensando... Nada disso, mas é o assunto desta postagem... Não sou dono da verdade, já cansei de deixar isso bem claro aqui... Se digo que é ruim ou bom, significa que é a minha opinião...
Como saber o que é verdade? Pois agora, depende da sua fé...

Incrível, várias semanas depois de eu começar essa postagem, o médico José Souto, do site lowcarb-paleo acaba de postar sobre isso, leia assim que terminar minha postagem: A Falácia da "Autoridade"

Essa questão de ser verdade ou não é tão complexo, tratando-se de ciência, que praticamente qualquer coisa que eu queira provar em um artigo científico, eu consigo, basta omitir qualquer informação contrária à minha teoria... Só 1 exemplo real disso: a farsa da gordura foi assim, haviam dados de mais de 20 países e o autor só usou 7... Porque será, hein?? Lógico que se ele usasse os dados dos mais de 20, a teoria dele caia por terra... O que ele fez? Omitiu...

Então, não seja tão bobinho: "isso é ruim", "isso é bom"...

Outra "novidade"... Não lembro se já postei isso aqui no blog, mas se fala tanto, mas tanto, de peixes como fonte de ômega-3, que esqueceram de consultar uma tabela de composição química de alimentos pra ver se outros alimentos também não tem esse ácido graxo essencial...

Observem abaixo: o primeiro quadro mostra o alimento e o segundo mostra o principal na 6ª coluna (18:3 n-3), que nada mais é do que o Ácido Alfa-Linoléico, ou seja, Ômega-3, muito útil pra composição geral de membrana celular (exceto do Sistema Nervoso Central, cuja presença do DHA é muito mais vantajosa):


 





Essa tabela é oficial, famosa TACO... Por que você acha que nunca ouviu falar disso (Ômega-3 em carnes bovina, suína)? Porque os nutricionistas nunca tiveram contato com essa informação na graduação... Mas porque não? Oras, porque os professores também não... Percebem como essa mesmice vai se passando "de geração em geração"????

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

A banalização no trabalho do nutricionista, quem planta colhe...

É, já faz um bom tempo que não posto aqui no blog... Quem sabe agora volto à postar com mais frequência... rsrs

Querem me ajudar com isso? Me enviem mensagens sobre o que desejam ler aqui no blog, use o formulário de contato aqui no canto direito da tela...

Então, ao assunto da postagem...



Se você vem acompanhando meu blog desde minhas postagens mais antigas, deve ter percebido que não tenho medo de me expressar, mesmo que seja xingado e esculachado...

Pois então, já devo ter citado também que a culpa de todos os nutricionistas não terem muito mais procura pelo seu trabalho está na sua própria falta de fome de conhecimento e na mesmice da sua prescrição... São "maria vai com as outras" ou "onde a vaca vai, o boi vai atrás"...

Entendo que são doutrinados nas cadeiras das faculdades à proceder deste ou daquele jeito, mas agir como o discípulo Tomé de vez em quando faz bem.
Ele só acreditava vendo, tocando, não conseguia crer sem presenciar...

Nutricionistas:

Se agissem como ele, já teriam descoberto que desde a decada de 70 há artigos científicos provando que não há obrigação de comer à cada 3 horas, que o intervalo entre as refeições não é tão importante...

Se agissem como ele, teriam questionado porque evitar gorduras (e chegariam aos artigos científicos de verdade, não epidemiológicos, mas sim com amostra randomizada para comparar se há alguma diferença), o que os levaria à descobrir que nunca foi a gordura a vilã da história...

SE...

Houvesse questionamento, o raciocínio e a natureza das precrições seriam muito semelhantes, e o resultado das dietas seriam muito bons.

Não haveria tanta controvérsia entre opiniões de profissionais. Bons utricionistas não se contrariam tanto se algo é bom ou ruim, geralmente concordariam em quase tudo 
e discutiriam apenas sobre dosagens...

Devido à mesmice nutricional propagada pelos próprios nutricionistas, tem comentários que ouço de clientes nas consultas que me fazem querer "grudar no pescoço" dos meus colegas nutricionistas...

Que comentários/perguntas são esses?

Posso mesmo treinar em jejum?
Não tenho que comer nada no pré-treino?
Não sou obrigado à tomar Whey Protein no pós-treino?
Não preciso comer à cada 3 horas?
Não preciso comer batata-doce com peito de frango?
Devo tomar Creatina apenas 1 mês sim, outro não, correto?
Não preciso de BCAA e Glutamina?
Não sinto fome ao acordar, preciso comer mesmo assim?
Não é bom tomar água morna com limão logo ao acordar?
Caseína é um suplemento que tem digestão e absorção bem lenta, então não é interessante tomar antes de dormir, para evitar o catabolismo muscular noturno,
bem como ajudar no fornecimento de aminoácidos para a síntese proteína (hipertrofia muscular)?
Não é bom ter uma dieta detox?
POsso comer Aveia? Mas não tem Glúten?

Percebo que o assunto dieta/alimentação/nutrição, quando sai da teoria pra prática, esbarra muito no ego do cliente, naquele "eu gosto, eu acho"...
Entendo que temos nossos desejos e preferimos alguns alimentos, mas não dá pra colocar isso em primeiro plano.

"Ah! Mas meu colega fez assim e deu certo..."
"Ah! Mas tal nutricionista esportivo super famoso falou que..."

Parando por aqui: alguém entre nós sabe tudo, é Deus, por acaso??? Quem sabe a onisciência está em ser famoso...

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Dieta detox... Pra que?????????


Isso me incomoda tanto, me irrita até... A receita clássica que faz parte disso é o famoso "suco verde", essa é uma "pérola", mas a ideia de focar em uma dieta detox por um período me parece ridícula, já que "inconscientemente" significa: "vá se intoxicando ao longo do tempo, depois basta seguir um plano de destoxificação"...

Precisamos ter uma alimentação com perfil/caráter destoxificante, não precisamos de uma dieta detox!!!

Não entendeu ainda????????????

Alguns exemplos:

Precisamos de manutenção preventiva no automóvel constantemente, para não precisarmos deixa-lo na oficina para reparar anos de uso sem manutenção preventiva!!

Precisamos limpar e ajeitar nossa casa constantemente, se não cuidar óbvio que com o passar do tempo precisará de uma bela faxina!!! Conselho: não deixe a casa ficar imunda, dificilmente terás que fazer uma faxina!!!

E essa dieta detox só é propagada porque alguns nutricionistas são doutrinados nas pós-graduações, principalmente em Nutrição Funcional, que por sinal também já cursei...

Resumindo: sua alimentação deve ser predominantemente destoxificante...

Assim como precisa ter um estilo de vida antioxidante, e não pró-oxidante!!!

Se você busca o melhor, digo: dane-se o nível das lipoproteínas ("colesterol"), preocupe-se com a oxidação, esse é o X da questão...

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Não seja obcecado pelo Glúten, uma reflexão: mocinho ou vilão?


Atualmente, Glúten é o centro das discussões quando o assunto é Nutrição...

Alguns o consideram o maior vilão já conhecido, outros o consideram um mocinho...



Fala sério, nem dá pra chamar de ciência o que fizeram para culpar o colesterol e os Ovos... Agora, sobre Glúten a situação é totalmente diferente...

Mas, afinal de contas, qual é minha opinião?

Vejamos...

O trigo de hoje é o mesmo do princípio? Lógico que não, o trigo industrial de hoje é transgênico, modificado pelo homem! Esse é o problema! Se você tem um sítio/fazenda (etc) que é da família desde o início do século passado e lá há trigo plantado, esse trigo não é transgênico, não é lotado de glúten e está longe de ser ruim como é o transgênico...

Nunca encontrei informações oficiais que me permitam comparar o teor de glúten por 100g de trigo industrial (transgênico) e não-transgênico (dos primórdios), então fica tudo na suposição... Porém, não creio que uma mudança nos genes modifique tão pouco a concentração de glúten no trigo, então vou chutar longe, aumentou de mais de 500% o teor de Glúten... Ora se antes 100g de trigo tinha 0,3g de glúten, agora tem 5g (HIPÓTESE) . Pouco?

O problema é que a pessoas não se contentam em comer um só pão no dia (no desjejum, por exemplo), no meio da manhã elas "beliscam" umas torradas, no almoço comem macarrão, no meio da tarde é novamente pão/torrada, e à noite jantam macarrão novamente, ou, porque jantar engorda (kkk), vão para o desgraçado do pão (ou torrada de novo)... Comeu trigo o dia inteiro!

Esse não é o padrão alimentar de uma grande parte das pessoas??? Não é evidente um exagero no consumo de trigo (transgênico e cheio de glúten)?

Não vejo problemas em comer algum derivado de trigo de vez em quando, só que esse "de vez em quando" não pode ser toda hora, em todas as refeições... Ter trigo na dieta não é uma coisa, a dieta ser baseada em trigo é outra coisa!

Se a pessoas se contentasse em comer uma só vez no dia, provavelmente não faria mal...

Para quem tem mania de procurar brechas no posicionamento de algum profissional, digo, e grave bem isso: esta postagem é para refletir, em algum momento você leu eu dizendo que trigo transgênico é um bom alimento? Não, né? É bem típico esse pensamento, por exemplo, se alguém me ver saborear um sorvete em um dia de muito calor, já vai dizer que tomo sorvetes todos os dias... Se me ver na pizzaria em um dia, já vai dizer que como porcaria sempre... Fala sério, bom senso zero essa pessoa tem...

Milhares de pessoas consome derivados de trigo e leite diariamente por décadas e décadas e muitos destes tem menos problemas de saúde do que quem não come... Oras, se estes já não tem, comendo com pouca frequência, em pequena quantidade, será que a maioria das pessoas tem reação??? Só se já saturou o corpo, mas é outro contexto já...

Porque digo isso??? Porque a dieta paleolítica virou uma religião, e se alguém diz que come um pão de vez em quando, já é crucificada, coitada... Pensando à longo prazo, diminuir todas as quantidades e frequência de consumo já é um grande avanço, melhor isso do que desistir em um mês porque não resiste à tentação...

Mas caso não tenha lido um artigo científico sequer sobre glúten tá na hora, hein???

Pesquise sobre Zoonulina, tigh-junctions (junções entre as células da mucosa intestinal, que quando aberta surge a expressão hiper-permeabilidade intestinal)...

Pelo menos, entenda o quão agressivo o glúten é, para a maioria das pessoas...


Finalizando, veja o quão sacana a indústria é, não coloca farinha refinada mas mas acrescenta glúten... Sem falar na quantidade de açúcar e mel que vai no produto, claro que como a maioria das pessoas não entendem, acabam comprando... 


O resultado final do produto acima é este, repare na "fofura" do pão, indicativo de bastante glúten:






quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Dietas diferentes podem levar ao mesmo resultado...


Para alcançar quaisquer resultados na mudança de composição corporal (emagrecimento e aumento da massa muscular), existem várias alternativas na dieta, caminhos diferentes que podem ser usados para chegar ao mesmo lugar... 

A combinação de Batata-doce com peito de frango é colocada em um pedestal pelos amantes da hipertrofia muscular, mas não há nada mágico nessa combinação que não possa ser trocada por outra! Pergunto: há algo maravilhoso na carne de um animal que ficou trancado sua vida inteira (que é bem curta, na verdade, me refiro ao frango de granja), estressado, comendo 24h por dia algo que não é o padrão da espécie, já que as luzes não se apagam e o que se fazer se não se descansa? Por outro lado, praticamente todo o gado bovino no Brasil passa 95% da sua vida solto, comendo o que gado selvagem come, pasto! Isso significa que é quase uma carne orgânica! Outra opção, a carne suína, é a mais consumida no mundo, em quilos representa o dobro da carne bovina! Ter medo de comer por causa de contaminação??? Fala sério... Antigamente era problemático, havia muita criação caseira com péssimas condições sanitárias... Mas atualmente????? É a carne mais consumida no mundo inteiro, precisa dizer mais alguma coisa??? É tão densa nutricionalmente quando a carne bovina, ricas em Zinco, Ferro, Cobre, vitaminas do complexo B, vitaminas lipossolúveis (A, E e K, já que aumentar os níveis plasmáticos da D com carne não funcionam), antioxidantes como Ácido Alfa Lipóico e Ubiquinona (Coenzima Q10), ao contrário de frango não-caipira... Todavia, se a pessoa come "porcamente", parece que nunca viu comida na vida e engole tudo inteiro, nem mastiga, e a carne não foi bem cozida, e também não tem boa procedência, mas tudo isso tem outro contexto...

Ah! Seu medo é a gordura??? Bom, então você não “fuçou” ainda todo meu blog, porque já postei sobre isso aqui , então não vou tocar no assunto de novo. Se ainda não sabe ou duvida da farsa das gorduras, vá para esse site aqui , é o melhor que conheço sobre o assunto...


Então há tantas opções de carnes: bovina, suína, peixes enlatados em óleo (atum, sardinha) ou frescos (sardinha, tainha, tilápia, tanhota, corvina), frutos do mar de uma forma geral. 

Além das opções de carnes, há tantos modos diferentes de preparar (frita, cozida, assada, grelhada, ensopada) e tantos cortes diferentes, basta escolher um...

Agora, falando de carboidratos: tem algo milagroso na batata-doce? Ela tem índice glicêmico baixo, mas e daí? Se você comer Batata inglesa (índice glicêmico um pouco alto) com Chuleta bovina frita, sabe o índice glicêmico "elevado" dela? Despenca, é reduzido drasticamente... Só vai engordar se a dieta for desajustada, hipercalórica demais ou com carboidratos demais...

Jamais, por exemplo, que vou trocar uma refeição como esta abaixo (Aipim + Bisteca suína frita na Banha + Azeite extra-virgem) por Batata-doce com frango não-caipira...





Ressalto que esta refeição aí foi após um treino intenso de musculação com meu excepcional treinador Treinador Thiago Passos. Essa obsessão por suplementação com Whey Protein após um treino precisa acabar! Como ele diz, e eu concordo, depois do treino a melhor coisa é tomar um bom banho... E essa refeição foi mais de uma hora após o treino, sendo que possivelmente minha refeição pré-treino (a primeira do dia) foi Abacate com Whey Protein, pelo menos 3h antes do treino. Digo possivelmente porque já faz muitos dias e não lembro mais, depois que meu filho nasceu tenho ido treinar em jejum várias e várias vezes, o que não é problema algum... Já postei sobre esse tema de "janela de oportunidade pós-treino" aqui, então sugiro que leia e abra sua mente...

Há estratégias também para diminuir o volume de comida por refeição, por exemplo trocar Aipim (macaxeira, mandioca, é tudo a mesma coisa) por Farinha de Mandioca... 100g da farinha tem aproximadamente 85g de carboidratos, 10g de umidade (água), 6g de fibras (principalmente solúvel, fundamental na redução do Índice Glicêmico) e resíduos de proteínas (1,5g)... Tem Índice Glicêmico moderado e bastante carboidratos. Pense, o que é mais fácil: comer 100g de Farinha ou aproximadamente 400g de Aipim????? Vai fazer diferença na sua dieta para hipertrofia muscular se for farinha??????? Só se for diferença para melhor, já que terás que comer menos! Assim com menos comida alcança-se a meta de carboidratos... É besteira? Porque então tomar Whey Protein? Uma das maiores vantagens dele para o processo de hipertrofia muscular é a elevada proporção de proteína por grama de alimento, é muito mais fácil consumir 30g de Whey Protein do que comer 4 Ovos de galinha (200g) ou 100g de carnes... 

Há também quem ignore a Aveia, mais de 55% dela é carboidrato, é fantástica para suprir a necessidade de carboidrato comendo pouco... "Ah! Mas tem glúten..." Será???? Faça pão só com Aveia então, veja se não dá pra usa-lo como tijolo, de tão duro que fica! Então eu retruco: se glúten dá leveza e elasticidade na massa, cadê o glúten da Aveia????? Resíduos de glúten geralmente "só" fazem mal para quem já expôs demais o corpo à essa droga, ou quem já nasceu com essa sensibilidade... Ela pode ser misturada com Ovos, temperos e Bacon para preparar um delicioso omelete, seja no Azeite extra-virgem, Banha, Manteiga ou Óleo de Côco extra-virgem...


Aveia, Arroz (me refiro ao verdadeiro, que é integral como veio da natureza), Batatas doce e inglesa, Mandioquinha, Cará, Inhame, Banana, Farinha de Mandioca...

Jamais que troco uma refeição como Arroz (ou Aipim) com Chuleta bovina (ou bisteca suína) frita na Banha pela refeição endeusada dentro do mundo da musculação... E para ficar ainda melhor tempero as carnes 24h antes de levar ao fogo, com sal marinho não-refinado, limão, cominho, pimenta, orégano... Sal? Sim, vai me dizer que também não leu minha postagem sobre isso? Tá na hora de fuçar o blog desde as postagens antigas então... O detalhe é que o excesso de sal só é retido no corpo se a dieta for caracterizada por aumentar Insulina o tempo todo, ou seja, só aumenta a pressão arterial para quem vive se empanturrando de carboidratos e tem deficiências de vários nutrientes (vitamina D, Magnésio e Boro)...

Opções não faltam, o importante é ajustar as quantidades (em gramas) para seu objetivo, para sua individualidade biológica...

Aí depois de tudo isso que você leu, pergunto: pra que comer várias vezes no dia uma só combinação de alimentos, que nem é tão boa assim???? Com tantas fontes alimentares de carboidratos, pensando em hipertrofia muscular, dieta restrita só tem quem quer...

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Aloe Vera

É, já faz um bom tempo que não posto, e se o blog entrou em férias nos últimos meses com meu filho ainda na barriga da mãe, agora que ele já nasceu, acho que o blog vai hibernar... kkkkk

Então...

Aloe Vera é a popular "Babosa", cujo poder renovador de mucosas ("cicatrizante") é muito forte, como provavelmente você já tenha ouvido alguma vez... O que poucos sabem é que por dentro (boca, esôfago, estômago e intestinos, ou seja, em todo o trato gastro-intestinal) é a mesma coisa, ao tomar um suco com a polpa dela, o efeito será o mesmo! Isso é fantástico (já que muitos "problemas de saúde" iniciam no intestino), principalmente para quem tem problemas nas mucosas (úlcera gástrica, síndrome do intestino irritável, hiper-permeabilidade intestinal, etc), provavelmente a Aloe Vera será útil. Porque eu destaquei em azul? Para que você lembre de algo muito importante: individualidade. Nem todas as estratégias funcionam para todos, o que pode ser remédio para um é veneno para outro... Meu pai está consumindo diariamente há alguns meses, e notou várias melhorias na pele, consistência/formação fecal, diminuição de flatulência, e principalmente diminuição da sensibilidade excessiva que sentia no lado esquerdo do corpo (sintoma de estresse oxidativo), mas já houve casos de pessoas que começaram à tomar por minha orientação e que tiveram problemas. Então testar e avaliar sempre é bom...

E não é "só" isso, tem efeitos digestivos muito interessantes, bem como é levemente anti-biótica (prefiro dizer que é reguladora da microbiota intestinal)...

Mas adivinha porque há poucos estudos científicos sobre essa planta? Simples: Aloe Vera tem em tudo que é lugar, você pode plantar na sua casa e ter isso sempre, de graça! Alguma indústria lucra muito com isto? Claro que não, por isso quase não há estudos, os poucos são financiados pela indústria, tanto que o mais elaborado que já vi é de autoria da maior indústria de Aloe Vera no mundo... E aí, será que é 100% confiável? Difícil afirmar...

Detalhe: a casca da Aloe Vera contém uma substância extremamente tóxica, chamada Aloína, que é, basicamente, a defesa da planta contra predadores... Apenas o que pode ser consumido é sua polpa transparente!

Ah! Você lê meu blog porque é "marombeiro", está pensando como isto pode lhe ajudar... Acha que frango com batata-doce é a única coisa importante para "ficar grande???" Para quem pensa isso, aipim com bisteca suína leva ao mesmo resultado, sabia??? Pensa comigo: o quanto você exige do trato gastro-intestinal com o alto volume de alimentos e suplementos que consome???? Sendo que a Aloe Vera é altamente antioxidante e quanto mais calorias mais estresse oxidativo, não lhe é interessante equilibrar isso e ainda melhorar a digestão e absorção dos nutrientes, que são tão importantes para a hipertrofia e recuperação muscular?????

Observem os quadros abaixo, resumo rápido dos benefícios da Aloe Vera:

Amenizara azia ou a possibilidade da má digestão, sobretudo das proteínas.
Estimularas enzimas e a síntese dos sucos gástricos.
Contribuirpara a saúde do estômago, pâncreas, vesícula biliar e intestinos – órgãos diretamente envolvidos no processo digestivo.
Garantira integridade da mucosa intestinal, da qual depende sua perfeita permeabilidade e, indiretamente, a saúde da pele e do sistema imunitário.
Criarum terreno favorável à flora simbiótica e desfavorável aos microrganismos patológicos.
Combateros focos de inflamação da mucosa e tecidos conjuntivos que recobrem o trato gastrintestinal – da boca ao ânus.
Condicionaras células do trato gastrintestinal em prol de uma melhor digestão, assimilação e eliminação.
Promovera higienização dos intestinos, estimulando o peristaltismo e hidratando o bolo fecal.
Regenerarcom rapidez e perfeição a mucosa e os tecidos porventura lesionados do trato gastrintestinal, tal qual faz com a pele. A mucosa intestinal tem uma sobrevida de poucos dias – de três dias no duodeno a sete dias no intestino grosso.

Acelerara regeneração e garantir a vitalidade e tonificação dos tecidos epiteliais – previne as marcas senis, a flacidez da pele, e as ligações cruzadas do colágeno, que enrijecem os tecidos conjuntivos, promovem as rugas, engrossam a pele etc.
Atuarcomo fator antioxidante, inclusive contra a ação dos raios ultravioletas – seu FPS natural é na ordem de 10-15, variando com as condições de crescimento da planta.
Promovera hidratação e desintoxicação do epitélio, por dar maior fluidez à substância fundamental da matriz extracelular
e à linfa.

Então, veja se consegue testar o suco da Aloe Vera, bem mais interessante que a modinha detox...

Certo?