quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Não seja obcecado pelo Glúten, uma reflexão: mocinho ou vilão?


Atualmente, Glúten é o centro das discussões quando o assunto é Nutrição...

Alguns o consideram o maior vilão já conhecido, outros o consideram um mocinho...



Fala sério, nem dá pra chamar de ciência o que fizeram para culpar o colesterol e os Ovos... Agora, sobre Glúten a situação é totalmente diferente...

Mas, afinal de contas, qual é minha opinião?

Vejamos...

O trigo de hoje é o mesmo do princípio? Lógico que não, o trigo industrial de hoje é transgênico, modificado pelo homem! Esse é o problema! Se você tem um sítio/fazenda (etc) que é da família desde o início do século passado e lá há trigo plantado, esse trigo não é transgênico, não é lotado de glúten e está longe de ser ruim como é o transgênico...

Nunca encontrei informações oficiais que me permitam comparar o teor de glúten por 100g de trigo industrial (transgênico) e não-transgênico (dos primórdios), então fica tudo na suposição... Porém, não creio que uma mudança nos genes modifique tão pouco a concentração de glúten no trigo, então vou chutar longe, aumentou de mais de 500% o teor de Glúten... Ora se antes 100g de trigo tinha 0,3g de glúten, agora tem 5g (HIPÓTESE) . Pouco?

O problema é que a pessoas não se contentam em comer um só pão no dia (no desjejum, por exemplo), no meio da manhã elas "beliscam" umas torradas, no almoço comem macarrão, no meio da tarde é novamente pão/torrada, e à noite jantam macarrão novamente, ou, porque jantar engorda (kkk), vão para o desgraçado do pão (ou torrada de novo)... Comeu trigo o dia inteiro!

Esse não é o padrão alimentar de uma grande parte das pessoas??? Não é evidente um exagero no consumo de trigo (transgênico e cheio de glúten)?

Não vejo problemas em comer algum derivado de trigo de vez em quando, só que esse "de vez em quando" não pode ser toda hora, em todas as refeições... Ter trigo na dieta não é uma coisa, a dieta ser baseada em trigo é outra coisa!

Se a pessoas se contentasse em comer uma só vez no dia, provavelmente não faria mal...

Para quem tem mania de procurar brechas no posicionamento de algum profissional, digo, e grave bem isso: esta postagem é para refletir, em algum momento você leu eu dizendo que trigo transgênico é um bom alimento? Não, né? É bem típico esse pensamento, por exemplo, se alguém me ver saborear um sorvete em um dia de muito calor, já vai dizer que tomo sorvetes todos os dias... Se me ver na pizzaria em um dia, já vai dizer que como porcaria sempre... Fala sério, bom senso zero essa pessoa tem...

Milhares de pessoas consome derivados de trigo e leite diariamente por décadas e décadas e muitos destes tem menos problemas de saúde do que quem não come... Oras, se estes já não tem, comendo com pouca frequência, em pequena quantidade, será que a maioria das pessoas tem reação??? Só se já saturou o corpo, mas é outro contexto já...

Porque digo isso??? Porque a dieta paleolítica virou uma religião, e se alguém diz que come um pão de vez em quando, já é crucificada, coitada... Pensando à longo prazo, diminuir todas as quantidades e frequência de consumo já é um grande avanço, melhor isso do que desistir em um mês porque não resiste à tentação...

Mas caso não tenha lido um artigo científico sequer sobre glúten tá na hora, hein???

Pesquise sobre Zoonulina, tigh-junctions (junções entre as células da mucosa intestinal, que quando aberta surge a expressão hiper-permeabilidade intestinal)...

Pelo menos, entenda o quão agressivo o glúten é, para a maioria das pessoas...


Finalizando, veja o quão sacana a indústria é, não coloca farinha refinada mas mas acrescenta glúten... Sem falar na quantidade de açúcar e mel que vai no produto, claro que como a maioria das pessoas não entendem, acabam comprando... 


O resultado final do produto acima é este, repare na "fofura" do pão, indicativo de bastante glúten:






2 comentários:

  1. ola Dr. Otimo texto. Estou fazendo um mestrado em nutrição no exterior pq nao sou nutricionista é só para conhecimento. Li que quando temos intolerância acredito aue hj quase tdos temos em um certo grau , levaria no caso de um aduto ate e meses resumindo didaticamente para que o intestino ficasse livre dos efeitos. Se furarmos uma vez ou outra praticamente nao teríamos essa "desintoxicação". Podes me ajudar a entender esta questão? Obrigada! Se quiser me add no insta @lowcarbdabiacard

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, Bia, no meu modo de ver, a retirada do gluten é apenas "um detalhe" que faz parte de toda uma mudança no plano alimentar e na vida da pessoa, cada situação exige uma decisão diferente, em pessoas extremamente sensíveis (seja em alteração de exames ou com sinais/sintomas) as vezes só de pensar em gluten o intestino já "reclama"... Agora, se praticamente não há sinais/sintomas, o mais importante é diminuir aos poucos o gluten, sem radicalismo...

      Excluir